LCIF apoia o programa de Leões para prevenir o Diabetes

Quando o Distrito 1 J estava pensando em novas maneiras de retribuir à sua comunidade nos subúrbios de Chicago, a companheira Leão Jeri DiPasquale teve uma ideia. Aos 13 anos, o filho dela tinha sido diagnosticado com diabetes juvenil, desta forma sua família sabia muito bem das necessidades da comunidade diabética.

“Como mãe, a gente sempre tenta manter o filho em segurança,” diz DiPasquale. “Diz a ele para não correr no meio da rua e não tocar no fogão quente. Mas um diagnóstico de diabetes muda tudo. De repente você tem vida do seu filho nas próprias mãos. Se você não lhe dá a medicação, ele vai morrer”.

A DiPasquale sugeriu ao seu clube que apoiasse a prevenção do diabetes. Os Leões do distrito 1 J formaram uma parceria com a entidade médica Elmhurst Memorial Healthcare (HME) para desenvolver um programa de prevenção do diabetes e intervenção no estilo de vida, assegurando um subsídio 4 Pontos Básicos do Diabetes de US$ 95.275 concedido pela Fundação de Lions Clubs International (LCIF). O projeto previne o diabetes, fornecendo recursos e instruções a adultos de baixa renda com risco de desenvolver a doença.

“Nunca teríamos conseguido superar isso sem o apoio e informações que recebemos do Elmhurst Memorial Healthcare”, diz DiPasquale. “Obrigada, LCIF, por assegurar que outras famílias tenham acesso a este recurso tão vital”.

O diabetes é uma epidemia crescente tanto nos Estados Unidos como em todo o mundo. Estima-se que 29 milhões de adultos atualmente tenham diabetes nos EUA. Isso inclui uma estimativa de 7 milhões que não saibam que têm a doença, de acordo com o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Outros 86 milhões de americanos (mais de 33 por cento dos adultos) são pré-diabéticos, o que os coloca no maior risco de desenvolver diabetes dentro dos próximos cinco anos. Prevê-se que um em cada três americanos terão a doença em 2050, se as tendências atuais persistirem.

Agora, com a ajuda dos Leões locais, o novo Programa de Prevenção do Diabetes e Intervenção no Estilo de Vida no EMH identifica indivíduos carentes com recursos financeiros limitados e de alto risco que possam ser pré-diabéticos. Aqueles cujos testes resultarem positivos para pré-diabetes receberão uma consulta gratuita com um instrutor para o diabetes no Centro de Ensino junto ao hospital. Eles podem optar por se inscreverem em um programa de mudança de estilo de vida, que segue o currículo do CDC criado para prevenir ou retardar o desenvolvimento do diabetes tipo 2.

O programa visa sensibilizar os participantes com o objetivo de reduzir a prevalência do diabetes. Este é um programa expansivo de alcance comunitário, que ajuda as pessoas a identificarem os riscos e desenvolverem um plano para minimizá-los.

Os Lions clubes locais são importantes para o sucesso do programa. Existem 64 Lions clubes no distrito 1 J e mais de 2.300 associados. Os Leões agem como embaixadores da comunidade, defendendo a prevenção do diabetes. Eles facilitam reuniões informativas, ajudam a coletar dados sobre saúde, tais como peso e medidas de IMC (índice de massa corporal) dos participantes e sediam eventos de angariação de fundos.

Com a ajuda dos Leões e LCIF, o alvo é que pelo menos 65% dos participantes percam peso, mantenham essa perda de peso e obtenham a estabilização do nível de glicose no sangue após a conclusão do programa. Os Leões do distrito 1 J estão trabalhando diligentemente para melhorar a saúde da comunidade e provar que uma grama de prevenção representa na realidade um quilo em termos de cura.

Visite o LCIF.org/BE100 para saber como a Campanha 100 desempenhará um papel importante em resposta à epidemia global do diabetes, através de iniciativas de saúde abrangentes e multifacetadas, direcionadas às comunidades nas quais vivemos e servimos.

Comments are closed.